Feeds:
Artigos
Comentários

Posts Tagged ‘choque de ordem’

Opine: Choque de Ordem 2

Depois do Choque de Ordem, vem aí o Choque de Ordem 2.

Resumindo, a prefeitura anunciou que pretende instalar, na cidade, UOPs (Unidades de Ordem Pública) a exemplo das UPPs. O objetivo? O efetivo das UOPs – que será formada por novos guardas municipais – atuará quando houver desordem ou comportamento antissocial e ficará de olho no cumprimento das posturas municipais, tudo de acordo com a cartilha do POP (Procedimento Operacional Padrão), diz o prefeito. A sigla, segundo a prefeitura, é sinônimo de táticas sobre como abordar e dar o flagrante, por exemplo. Na mira dos guardas municipais estão o estacionamento irregular, o comércio ambulante, os abusos na ocupação do espaço público e os furtos.

Por enquanto, apenas o bairro da Tijuca ganhará UOP. A ideia, segundo a prefeitura, é introduzir UOPs nas áreas mais adensadas dos bairros e com isso ajudar a aumentar a segurança. Na Tijuca, a UOP ficará entre Praça Saens Pena e Praça Varnhagen.

Opine. Você acha que a estratégida das UOPs pode ser eficaz? Você acha que esta é a melhor forma de estimular a ordem e o cumprimento das posturas municipais? Você acha a medida um exagero?

Anúncios

Read Full Post »

Ordem sem choque

icone-urbanismo

Um dos significados da palavra choque é a sensação produzida por uma carga elétrica. Antigamente, o choque era utilizado nos tratamentos de doentes mentais, mas atualmente com o desenvolvimento da Medicina, esse método como procedimento de cura foi abolido e totalmente condenado pela ineficácia comprovada na sua aplicação.

A palavra choque também significa querela violenta, conflito.

Ao implantar, nos primeiros dias de sua gestão, o que chamou de “choque de ordem”, o Prefeito da cidade do Rio de Janeiro Eduardo Paes certamente adotou este último significado para o vocábulo choque.

Colocando em prática essa medida, cujo objetivo é realizar ações contra vendedores ambulantes, flanelinhas, moradores de rua, construções irregulares e publicidade não autorizada, tem no comando das ações nas ruas o seu Secretário Especial de Ordem Pública Rodrigo Bethlem, que mobiliza uma equipe de cerca de 2.000 servidores do Município, formada de guardas municipais, PM’s, fiscais e operários.

Leia íntegra do artigo

Read Full Post »